PUBLICIDADE

X

ARTIGOS

Domingo, 21 de Fevereiro de 2021, 18h:56

Olho 675 acessos A | A

HIPNOSE

A Hipnoterapia pelo SUS já é realidade

Por: Júlio Vidal

Reprodução

Clique para ampliar

Meu nome é Júlio Vidal e desde 2017 eu estudo, aplico e ajudo pessoas em Cáceres e região com problemas emocionais a transformarem suas vidas de forma rápida e eficaz através da hipnose.

O início de um novo ano é sempre aquele momento em que somos incentivados a olhar para o que passou e também refazer a lista de intenções (e esperanças) para o que está por vir. Em tempos de pandemia, trazendo mudanças significativas para as nossas vidas com o isolamento social e o distanciamento das pessoas que nos fazem bem, é importante estarmos atentos ao nosso bem-estar emocional.

Estudos e pesquisas não deixam dúvidas que os brasileiros estão enfrentando uma epidemia de saúde mental, devido aos efeitos colaterais da pandemia do Covid-19.
Os problemas de saúde mental são considerados a nova pandemia.
A ansiedade, o estresse, a síndrome do pânico, os traumas e a depressão passaram a ser vistas em pessoas próximas e distantes. Os dados mostram o aumento de casos no Brasil. São pessoas que precisam de ajuda e podem estar ao nosso lado – seja um vizinho, alguém do trabalho, um parente ou uma pessoa que está em alguma das suas redes sociais. Aliás, o uso excessivo delas também contribui para as pessoas se sentirem bem ou não.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que quase 1 bilhão de pessoas vivem com transtorno mental, sendo a saúde mental uma das áreas mais negligenciadas da saúde pública. No ambiente de trabalho estão os maiores índices de problemas de saúde mental, influenciando também nas taxas crescentes de suicídio no Brasil.
Uma pesquisa da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) sobre o comportamento dos brasileiros na quarentena aponta que casos de depressão, ansiedade, estresse, síndrome do pânico e traumas dobraram entre os entrevistados, aumentando 80% nesse período.

Muito se sabe sobre o uso de terapias diversas para a cura de problemas de saúde. O que faltava ainda, era a institucionalização desses métodos. Isso foi realizado, enfim, em julho de 2006 através da Portaria Ministerial nº 1.600, inclusive, liberado para o SUS.
Em 12 de março de 2018 o Ministério da Saúde aprovou a inclusão de dez terapias alternativas oferecidas gratuitamente à população pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Agora, pacientes podem também optar por tratamentos de hipnoterapia no SUS para diversos tipos de doenças.
Como é um projeto em expansão, ainda não são todas as unidades que oferecem a hipnoterapia gratuitamente, pois, são as prefeituras que estão responsáveis pelo custeio da prática.
OBJETO
A Hipnoterapia ou Hipnose Clínica - é um tratamento reconhecido cientificamente, regulamentado e homologado pelos Conselhos Federais de Medicina (CFM), Odontologia (CFO), Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), Enfermagem (COFEN) e Psicologia (CFP).

OBJETIVO
Quando feita em consultório, a técnica de hipnose traz inúmeros benefícios à saúde, inclusive para a cura de determinadas doenças físicas ou emocionais. A hipnose faz o paciente encontrar em si mesmo a força a e confiança para enfrentar seus problemas e recuperar o equilíbrio e o bem-estar do seu corpo.

METODOLOGIA
O que é hipnoterapia?
É a terapia para qualquer problema usando a hipnose que é uma ferramenta, um meio para chegar ao problema de uma forma mais rápida, potencializando os resultados e as mudanças que o sujeito procura. A hipnose trata com qualidade, velocidade e efetividade o problema. A hipnose melhora ou resolve e ponto final.

 

Quais os tratamentos com a hipnoterapia?
A hipnose clínica ou hipnoterapia é uma técnica usada no tratamento auxiliar de doenças físicas e doenças da mente.
A Hipnose pode ser usada para qualquer doença por ser um estado natural da mente humana, mas a princípio baseado na pandemia os tratamentos serão específicos para doenças como: Traumas, fobias, crises de ansiedade, insônia, síndromes do pânico.

Quem pode ser tratado com a hipnose?
Teoricamente todas as pessoas podem ser tratadas, todos podem experimentar a hipnose desde que esse seja o seu desejo e vontade. No geral a técnica é usada para maiores de 6 anos. Com essa idade, a criança consegue expressar o que sente, possibilitando o tratamento.

Qual a duração de uma sessão de hipnose?
Não existe um tempo definido. Dura o tempo que o hipnoterapeuta considerar necessário. Podendo demorar mais conforme o trabalho em desenvolvimento em cada momento.

EXPERIÊNCIA:
Meu nome é Júlio Vidal e desde 2017 eu estudo, aplico e ajudo pessoas em Cáceres e região com problemas emocionais a transformarem suas vidas de forma rápida e eficaz através da hipnose, sem o uso de medicamentos, mostrando que independente do momento em que vivem, elas sempre podem escolher ter o controle de si.

FORMAÇÃO:
Instituto Alberto Dell’isola - Instituto Lucas Naves - Instituto HipnoBrasil – Hipnotime.