PUBLICIDADE

X

CIDADE

Terça-feira, 26 de Dezembro de 2017, 09h:17

Olho 3239 acessos A | A

SURTO DE CONJUNTIVITE

Cáceres registra mais de 100 casos de conjuntivite em pouco mais de 20 dias

Dados são da Coordenação do Pronto Atendimento Médico de Cáceres

Por: Redação

Reprodução

Clique para ampliar

A decisão de adiar o início do evento foi baseada em uma Nota Técnica da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica sobre um surto de conjuntivite viral

Durante o verão é comum que doenças como micoses, brotoeja, bicho geográfico e a conjuntivite se manifestem com mais frequência. Olhos vermelhos e irritação. Esses são alguns dos sintomas mais comuns da conjuntivite, inflamação na conjuntiva, a membrana que envolve o globo ocular e a parte interna das pálpebras. O problema pode ocorrer durante todo o ano, mas registra mais casos no verão e no inverno.

Segundo os dados da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT), são 22 municípios de Mato Grosso com alerta contra surtos de conjuntivite neste ano. Cuiabá e Várzea Grande concentram os casos. Somente na capital são mais de 500 casos em dezembro.

De acordo com o Coordenador do Pronto Atendimento em Cáceres, Marcelo de Oliveira Maciel, somente nesses últimos vinte dias foram mais de 100 casos de conjuntivite que passaram pelo PAM, sem contar os casos registrados nos PSFs em Cáceres.

A conjuntivite viral é a mais comum e cerca de 95% dos casos da doença são deste tipo, principalmente nesta época, quando o calor e a umidade favorecem a disseminação do vírus.

Normalmente, a doença ocorre em um ou nos dois olhos e é caracterizada por vermelhidão, secreção esbranquiçada ao acordar e sensação de corpo estranho. O tratamento, consiste em aplicar compressas (água ou soro fisiológico) geladas.  

 

Precauções  

 

A Coordenação de Vigilância em Saúde orienta a população a reforçar os cuidados de higiene das mãos e ao sentir os sintomas ir até a unidade básica de saúde mais próxima e imediatamente, pois o contágio é muito rápido colocando em risco outras pessoas do convívio da pessoa doente.

Devemos seguir algumas normas de prevenção e higiene:

-Evitar piscina de academias e clubes devido à quantidade de pessoas que utilizam;

-Evitar aglomerações;

-Lavar o rosto e as mãos com frequência (use álcool em gel);

-Não coçar os olhos com as mãos, então, se preciso, utilize lenço de papel;

-Não compartilhar esponjas e maquiagens;

-Trocar as roupas de cama, principalmente, as fronhas e as toalhas;

-Prefira as toalhas e lenços de papel.  

 

Tratamento  

 

O tratamento depende para cada tipo de conjuntivite.  A conjuntivite viral é tratada com compressas de água fria e colírios lubrificantes; já a conjuntivite bacteriana é tratada com colírios e antibióticos.  A conjuntivite alérgica é tratada com o afastamento do agente causador e cuidados com a higiene.  Para todos os casos, um especialista deve ser consultado para identificar e indicar o melhor tratamento.