PUBLICIDADE

X

CIDADE

Quinta-feira, 11 de Abril de 2019, 20h:16

Olho 7778 acessos A | A

INTERDITADO

Cratera abre no meio de sala de aula em Cáceres; Defesa Civil avalia interditar o prédio

Por: Sinezio Alcântara

Reprodução

Clique para ampliar

A direção da escola informou que desde o ano passado a sala estava interditada.

Uma cratera de cinco metros de diâmetros abriu no meio de uma sala de aula no Colégio Estadual Onze de Março (CEOM), no centro da cidade, em Cáceres. O incidente ocorreu na noite de terça-feira (09) durante uma forte chuva que caia na região. Felizmente, não houve vítimas porque, não havia ninguém, no colégio a essa hora. A Defesa Civil Municipal orientou o isolamento do bloco, com três salas, mas adiantou que deverá interditar o prédio todo.

“Há eminente risco de outras partes do prédio ceder. A olho nú, percebemos que o piso de outras salas também estão em desníveis. Temos que preservar a vida das nossas crianças” justificou a coordenadora da Defesa Civil, Arinéia Graciela Ardaia, informando que, estava aguardando apenas o parecer técnico dos engenheiros e arquitetos da prefeitura, para tomar a decisão.

A direção da escola informou que desde o ano passado a sala estava interditada. “Essa sala estava isolada, desde o ano passado. Servia apenas de depósito provisório. Nós pressentimos que o piso já apresentava problemas” disse a diretora Maria José de Oliveira Godoy. Apesar da afirmação, imagens mostram um amontoado de carteiras e mesas, no fundo da sala. O coordenador Leocir Antônio Sfozer, informou que a erosão no prédio existe desde 2007.

Maria José informou ainda que, assim que tomou conhecimento do incidente informou ao Corpo de Bombeiros, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Defesa Civil Municipal. A diretora disse que, já está providenciando um novo espaço para alojar os alunos para que não seja interrompido o ano letivo. O CEOM é uma das mais antigas e tradicionais escolas do município. No colégio estão matriculados 935 alunos.