PUBLICIDADE

X

CIDADE

Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019, 20h:35

Olho 13554 acessos A | A

MUNDO DIGITAL

Influencers fazem sucesso em Cáceres e conquistam mercado

Joicy Vanessa, Jaqueline Rezende e Keiciane Campos compartilham suas vidas com milhares de pessoas nas redes sociais todos os dias.

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Reprodução I Cáceres Notícias

Clique para ampliar

Joicy Vanessa, Jaqueline Rezende e Keiciane Campos compartilham suas vidas com milhares de pessoas nas redes sociais todos os dias.

Já entrou no seu Intagram hoje? Ou quem sabe no Facebook? Postou alguma publicação ou fez algum “story”? Se a resposta for “não” você definitivamente não é um deles: os influencers. Eles não param, estão lá, dia e noite, nas redes sociais compartilhando suas vidas com milhares, ou às vezes milhões, de desconhecidos. A nova profissão está no auge e promete revolucionar o mundo da publicidade, assim como eu e você somos influenciados.

Se a internet não tem barreiras, os influencers também não e, acredite, eles estão em Cáceres, ou melhor: Elas! Três jovens mulheres conquistaram uma quantia de seguidores nas redes sociais capaz de dar inveja a qualquer empresa da cidade e é por isso que despertam o interesse de anunciantes, ou parceiros – como elas preferem chamar.

Cáceres é uma cidade que nasceu da pecuária e até hoje registra números impressionantes no setor, é a quarta cidade com maior rebanho bovino do país: 1.072.461 de cabeças de gado – De acordo com dados do Perfil da Pecuária no Brasil 2019. Se o campo ainda desempenha um papel importante para o município, não seria de se estranhar que uma sitiante ganhasse notoriedade pelas suas publicações em meio a lida rural.

Reprodução

d778d68a-48dc-4642-aa14-5ec82a454aa1.jpg

 Jaqueline Rezende @jakrezendeblog

Jaqueline Rezende, 23 anos, é de família de produtores rurais no município, administradora de formação, ela preferiu o celular ao computador dos escritórios. “Prefiro muito mais trabalhar com meu público, com meu blog, do que como administradora. Para mim compensa muito mais”, afirma ela. Não foi sempre assim, a influencer conta que estranhava a realidade da cidade e caiu sem pretensão nessa profissão. “Eu fui convidada para modelar por uma maquiadora e para um comércio de semi-jóias, comecei a postar as fotos, as pessoas gostaram. Acabou acontecendo! Eu era estagiaria no início disso tudo, morava no sítio, tinha até medo da cidade, me sentia um patinho fora da lagoa”.

Já adaptada à cidade, a jovem tem mais de 20 mil seguidores e faz hoje sucesso principalmente entre o público feminino, os resultados começam a aparecer. “Pelo menos 70% dos meus seguidores são mulheres e 24% aqui de Cáceres, é o meu público alvo. Eu procuro as lojas para parcerias, faço proposta quando não tenho algum tipo de segmento, mas cada vez é maior o número de empresas que chegam até mim. No começo eu recebi muitos nãos, mas em dezembro do ano passado as coisas melhoraram e hoje estou muito feliz com esse resultado”, diz Jaqueline.

“Quero que Cáceres cresça, que os influencers também ganhem notoriedade, porque tem espaço para todos.”
 
Jaqueline Rezende @jakrezendeblog

Vinda de outro setor importante para a cidade, o comércio, uma empreendedora acabou famosa nas redes, Keiciane Campos, de 26 anos. A empresária é dona de uma boutique e nas horas vagas se dedica ao Instagram. “As redes sociais são algumas das minhas principais ferramentas de trabalho, já que mostro produtos da loja que tenho de vestuário feminino. Sou empresária, essa é minha principal atividade e graças a loja acabei conseguindo um grande número de seguidores. Para mim é importante porque esse é um canal que eu tenho com minhas clientes e prováveis clientes”, diz ela.

“Acredito que em Cáceres os comerciantes começaram a se abrir mais pra isso, é importante trabalhar com parcerias, sem enxergar o outro como concorrente. O trabalho dos influencers acaba atingindo um outro público, principalmente se é uma empresa que não é tão ativa nas redes sociais.”
 
Keiciane Campos @keiciane_campos

Apesar dos mais de seis mil seguidores na plataforma, a empresária não é adepta ao termo “influencer”. “Não me considero uma. Acho que influenciar as pessoas é algo muito sério, mas confesso que fico feliz quando alguma pessoa vem e diz que se inspirou em mim”, confirma a empresária.

Que estas mulheres tem poder de influenciar consumidores não há como negar, mas e que tal conquistar mais pessoas que os cerca de 93 mil habitantes* de Cáceres? A missão quase impossível foi uma ordem para a personal trainer Joicy Vanessa, que hoje tem 115 mil seguidores no Instagram, parte deles inclusive de fora do Brasil. “Tenho seguidores dos Estados Unidos, Espanha, Japão, mas também daqui de Cáceres, São Paulo, Rio de Janeiro e outros estados. É um público fitness, a maioria são mulheres, próximo a 70%”, revela Joicy.

“Percebi neste ano que o comercio começou a dar mais credibilidade aos influencers, mas é preciso fazer mais. Acredito que falta investimento no comércio e também visão do empresariado porque você pode vender para o mundo e o influencer ajuda nisso.”
 
Joicy Vanessa @joicymaromba
 
6f65ea26-612b-4317-b5b9-76d47b404c82.jpg

 Keiciane Campos @keiciane_campos

A rotina da personal, de 30 anos, faz jus ao termo, nos minutos em que tem de descanso é hora de postar no Instagram. “Para mim administrar tudo isso ainda é difícil, sou personal trainer, trabalho cerca de 10h por dia, sou empresária, mãe, esposa e ainda lido com as redes sociais, faço consultorias online. Quando tenho um tempinho livre logo pela manhã eu já faço postagens, na hora do almoço ou de tarde também”. Não é à toa, Joicy Maromba, como também é conhecida, faz sucesso com seguidores, mas também com as marcas. “Tenho muitas marcas de fora que me patrocinam, mais até que as daqui da cidade, inclusive dos Estados Unidos. Tem muita questão de permuta também, eu praticamente não gasto hoje com roupas de academia”.

Os anunciantes ajudam a manter esse estilo de vida com foco no consumo, mas a influencer garante que algo mais importante faz com que ela se dedique ainda mais às redes sociais. “Mulheres chegam até mim dizendo que depois que começaram a me seguir se curaram da depressão, passaram a se amar mais, se descobrir. Uma delas me contou que era humilhada em casa pelo marido e mudou de vida. Nada veio de graça na minha vida, eu sei o que vivi há cinco anos atrás, sei onde estou hoje, tenho meus sonhos, meus planos e quero buscá-los. As redes sociais abriram muitas portas para mim e eu pretendo ajudar a mudar a vida das pessoas, eu sei o que é se sentir feia, se sentir deprimida, e como eu puder ajudar essas mulheres eu vou ajudar”, completa ela.

d9c07fa8-8090-469a-95b0-d76112245073.jpg

 Joicy Vanessa @joicymaromba

 *Dados estimados pelo IBGE para o ano de 2018