PUBLICIDADE

X

EDUCAÇÃO

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2019, 12h:47

Olho 1058 acessos A | A

BOMS FRUTOS

Escola Estadual Profa. Ana Maria Das Graças De Souza Noronha de Cáceres realiza Projeto de Intervenção de Mestrado e Publica Livro

Por: Redação

Divulgação

Clique para ampliar

a Escola Estadual Profa. Ana Maria das Graças de Souza Noronha desenvolveu o Projeto de Intervenção Pedagógica Letramento Literário: Uma nova perspectiva para a leitura/escrita em sala de aula, com a turma do 8º ano A

Sob a direção de Jane Bellote e coordenação pedagógica de Danielli Carvalho, Ednéia Regenir e Maria Edileuza, a Escola Estadual Profa. Ana Maria das Graças de Souza Noronha desenvolveu o Projeto de Intervenção Pedagógica Letramento Literário: Uma nova perspectiva para a leitura/escrita em sala de aula, com a turma do 8º ano A, de autoria da professora Dionila  Gomes Tavares, que realiza, neste momento, sua formação em nível de pós-graduação no Mestrado profissional em letras- PROFLETRAS- UNEMAT/ CÀCERES-MT, sob a orientação da Profa. Dra. Vera Maquêa.

A intervenção se justifica a partir das inquietações/reflexões que surgiram ao longo da vida profissional sobre os desafios da aprendizagem e do ensino da leitura e da escrita na escola, bem como a partir das experiências em sala de aula e na coordenação pedagógica. Inscreve-se na linha de pesquisa Leitura e Ensino de Literatura com perspectiva teórica no Letramento Literário e Letramento crítico.

Sob este novo olhar que corresponde à multiplicidade de sentidos, as inferências de Rildo Cosson sobre letramento literário foram tomadas como “processo de apropriação da literatura enquanto linguagem, do letramento crítico, a compreensão de Ana Paula Martinez Duboc (2016, p. 61) “como exercício que convida o aluno a problematizar não apenas o discurso imbuído no texto, mas sim e, sobretudo, a sua própria compreensão sobre o texto, [...], um exercício de “ler, se lendo”, que leva o leitor a compreender os motivos pelos quais se lê, o que a leitura fala ou o que ela não fala, o que o texto considera ou desconsidera.

Divulgação

FF2.jpg

 

SOBRE O LIVRO

 

O livro traz um resumo das atividades de leitura literária e escrita, desenvolvidas nas três etapas do projeto. Na primeira, norteou-se pela elaboração de uma diversidade de atividades de leitura/escrita e outras formas de expressão como aula campo: atividade interdisciplinar desenvolvida com as professoras Luana Apoitia (Ciências) e Evenir (História). Na segunda, promoveu uma discussão/debate sobre a contribuição cultural dos negros com o Brasil, dando abertura para tratarem de temas como a diversidade, cultural, racial, preconceito, discriminação como forma de despertar no outro discussões acerca desse problema, denotando uma face cruel no ambiente escolar.

Ofereceu aos alunos contextos, aplicações e estímulos para o exercício crítico da leitura literária/escrita e condições para que buscassem toda a sua força humanizadora, capaz de transformar, de transcender nosso diálogo com a sociedade, como possibilidade de construção de um sujeito melhor, mais sensível, crítico, gesto que busca ressignificar, que se destina a ampliar, fortalecer as habilidades de ler e escrever em um processo interativo.

Na terceira, a partir da leitura/discussão dos contos: “Sem asas, porém” de Marina Colassanti, “O enterro da bicicleta” de Nelson Saúte, “Zito Makoa, da 4ª série” de Luandino Vieira, “Lição das coisas” de Vera Maquêa e “Feliz aniversário” de Clarice Lispector, entre outros, exercitou-se o pensar/compreender com os alunos acerca da condição das mulheres nos textos, relacionando essas mesmas mulheres com outras conhecidas através de suas histórias de leitura, ou com mulheres que protagonizaram/protagonizam sua história de vida. Refletimos sobre a identidade dessas mulheres que povoam os textos literários, bem como as nossas vidas.

Divulgação

FF3.jpg

 Coletânea de textos 

GALERIA DE FOTOS