PUBLICIDADE

X

EDUCAÇÃO

Segunda-feira, 13 de Maio de 2019, 15h:26

Olho 177 acessos A | A

ABRAÇO PELA EDUCAÇÃO

IFMT Cáceres realiza ato em defesa da educação e contrário a bloqueio no orçamento

Por: Edna Pedro I IFMT

Assessoria

Clique para ampliar

A ação envolvendo discentes, servidoras e servidores do campus integra a mobilização nacional proposta pelas instituições que formam a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica diante do bloqueio de crédito orçamentário anunciado, no fim de abril, pelo Governo Federal.

Em Cáceres-MT, a comunidade interna do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT, Campus Cáceres - Prof. Olegário Baldo realizou na manhã desta segunda-feira (13.05) ato em defesa da educação profissional. A ação envolvendo discentes, servidoras e servidores do campus integra a mobilização nacional proposta pelas instituições que formam a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica diante do bloqueio de crédito orçamentário anunciado, no fim de abril, pelo Governo Federal.

Durante o ato foi lida a Nota Oficial do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) sobre o bloqueio do orçamento e a Nota do IFMT à Comunidade, assinada pelo reitor da instituição, professor Willian Silva de Paula, com os números e o cenário do impacto negativo do bloqueio do orçamento para Mato Grosso.

“Nós estamos aqui para unir forças e, nesse ato institucional, fortalecer a rede com a sensibilização e informações à comunidade sobre os impactos que esse bloqueio pode acarretar a nossa educação”, explicou o diretor-geral do campus, professor Salmo César da Silva, ao contextualizar as dificuldades já sofridas pela unidade com a diminuição do orçamento desde 2017 que acarretou para o campus redução em serviços como o de segurança e de pessoal de apoio. Caso vigore o bloqueio, a unidade perderá mais de 30% do orçamento deste ano com graves consequências para o seu funcionamento.

“Não queremos alarmar a comunidade, mas temos responsabilidades com estudantes, familiares e sociedade e precisamos sensibilizá-los e apresentarmos o cenário que estamos vivemos. Não podemos aceitar isso”, afirma o diretor.

No final do ato foi registrado o apelo da comunidade no Abraço pela Educação e o espaço aberto para a representação sindical dos servidores e servidoras do campus também apresentar agenda de mobilização contrária ao bloqueio dos recursos.