PUBLICIDADE

X

EDUCAÇÃO

Sexta-feira, 29 de Novembro de 2019, 08h:01

Olho 865 acessos A | A

EDUCAÇÃO

Município e pais de alunos da Creche Madre Maria Estevão chegam a acordo

Unidade ofertará ensino para crianças já matriculadas de 4 e 5 anos. Decisão foi tomada nesta quinta-feira (28), após mobilização de pais de alunos.

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

Reprodução

Clique para ampliar

Os alunos desta faixa etária da Escola Municipal Madre Maria Estevão seriam realocados em outras unidades, mas os pais argumentavam que as crianças teriam direito a rematrícula na mesma instituição.

A Secretaria Municipal de Educação de Cáceres e pais de alunos da Creche Madre Maria Estevão chegaram a um acordo nesta quinta-feira (28) depois de uma mobilização para a revogação de um decreto municipal. O decreto estabelecia critérios para a entrada de alunos em unidades e abria possibilidade para que o município remanejasse alunos de 4 e 5 anos para outra escola.

Uma reunião entre o executivo e os vereadores foi palco da discussão da retificação do decreto 693 de 18 de novembro de 2019.

A Secretaria Municipal de Educação aceitou que estes alunos permaneçam na unidade até os 5 anos de idade e só após devem ser remanejados. “A lei obriga os municípios a atenderem à partir de 2020 os alunos de 4 e 5 anos, então de fato essa decisão anterior não iria resolver o problema, porque nós não poderíamos deixar essas crianças desassistidas”, afirma a Vice-prefeita Eliene Liberato (PSB).

O decreto municipal 693 de 18 de Novembro de 2019 estabeleceu critérios de acesso às vagas nas instituições de ensino de Cáceres que atendem crianças de até 5 anos de idade. No texto a justificativa é de que o município não consegue manter a demanda existente, que “é superior a capacidade de oferta”.

Os alunos desta faixa etária da Escola Municipal Madre Maria Estevão seriam realocados em outras unidades, mas os pais argumentavam que as crianças teriam direito a rematrícula na mesma instituição. Outro fator, argumentam os pais, é que a E.M. Madre Maria Estevão possui uma das melhores estruturas no município, que justificaria o interesse de que seus filhos permanecessem lá.

Na reunião entre pais e município foi acordado que estas crianças, de 4 e 5 anos, permanecerão na unidade, mas que novas ofertas de vagas não serão realizadas pelo executivo municipal. O Cáceres Notícias questionou a Secretaria Municipal de Educação sobre a situação mas até a publicação desta reportagem não tivemos resposta.