PUBLICIDADE

X

EDUCAÇÃO

Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2018, 14h:57

Olho 426 acessos A | A

REFLEXO DOS ATRASOS

Sub-Sede do Sintep em Cáceres, delibera possibilidade de grave nos próximos dias

Por: Jornal Oeste

Reprodução

Clique para ampliar

O Pres. da Sub-Sede Sintep/MT – Cáceres, Orlandir Cavalcante

Em Assembleia realizada ontem, 11, trabalhadores da Educação do Estado em Cáceres, impuseram e aprovaram uma série de condições para iniciarem o ano letivo.

Inclusive estabeleceram uma data para o Estado resolver pendências importantes como a eleição de diretores e um calenderário fixo de pagamento dos sálarios. Leia abaixo a deliberação da Assembléia.



SINTEP/MT

RESOLUÇÕES DA ASSEMBLÉIA GERAL DA SUBSEDE DE CÁCERES – 01/2018


Os/as Trabalhadores/as do Ensino Público Estadual em Cáceres reunidos em Assembleia Geral Extraordinária no dia 11 de janeiro de 2018, nas dependências da E.E. Dr. José Rodrigues Fontes na cidade de Cáceres – MT, com inicio ás 15 horas e 30 minutos. Tomou as seguintes deliberações coletivas.

1 – Paralisação das unidades Escolares até o pagamento dos salários do mês de dezembro, bem como as rescisões, no caso dos contratos temporários. Ficando ainda deliberado que nos meses subsequentes quando não houver o pagamento o primeiro dia útil imediato haja paralisações até o deposito integral dos vencimentos dos/as servidores/as da educação

2 – Foi criado um grupo de educadores para cuidar destas mobilizações ao longo dos meses de 2018 caso o governo do Estado insistir em reter os subsídios da categoria conforme o item 1.

3 – Remeter ao próximo conselho e representantes a deliberação de que  governo do estado para a Educação deverá apresentar um cronograma de pagamento, sem o qual a categoria não deverá iniciar o ano letivo de 2018.

4 – Oficializar a preocupação com a situação de algumas escolas de Cáceres que estão sem gestores legitimados em virtude do descumprimento da lei da Gestão Democrática perpetrado pela ingerência SEDUC/MT ao longo do ano de 2017. Neste ponto a Assembleia referenda que seja chamado o Processo Eleitoral por parte da Assessoria Pedagógica de Cáceres e em nenhuma hipótese este coletivo reconhece  a indicação, ainda que “pro tempore” de gestores.  Esta Assembleia assevera que estas indefinições poderão comprometer o inicio do ano letivo nestas unidades escolares.


Cáceres-Mato Grosso, 11 de janeiro de 2018

Orlandir Cavalcante

Pres. SUB-SEDE SINTEP/MT - Cáceres