PUBLICIDADE

X

ESPORTE

Sábado, 28 de Novembro de 2020, 09h:35

Olho 428 acessos A | A

SÉRIE B

Com gol no último lance, Cuiabá vence o Avaí por 2 a 1 e volta ao G4

Por: Redação

Reprodução

Clique para ampliar

O Cuiabá venceu por 2 a 1, com dois gols do artilheiro Maxwell, um em cada tempo.

Foi no último lance, mas valeu mais três pontos para o Dourado na Série B. Jogando diante do Avaí-SC, na Arena Pantanal, na noite desta sexta (27), pela 24ª rodada da competição, o Cuiabá venceu por 2 a 1, com dois gols do artilheiro Maxwell, um em cada tempo. Alemão, de pênalti, fez para o time de Santa Catarina.

Foi uma vitória muito comemorada pelo Dourado, já que a equipe tinha vários jogadores lesionados e 11 com covid-19. Além disso, o gol de empate do Avaí-SC surgiu de uma penalidade inexistente.

Com a vitória, o Cuiabá chegou aos 40 pontos e fica na quarta posição, com a mesma pontuação do Sampaio Corrêa, terceiro colocado, que leva vantagem nos critérios de desempate.

O próximo jogo do Cuiabá será na terça, em Santa Catarina, com a líder Chapecoense.

Mesmo com todos os problemas, o Cuiabá foi bem na partida. O Avaí-SC vinha de uma sequencia de cinco jogos sem perder, mas o Dourado mereceu a vitória. Dominou o primeiro tempo e marcou, aos 36 minutos. Felipe Ferreira chutou da entrada da área, Glédson espalmou nos pés de Maxwell. O camisa 9 não perdoou e de primeira abriu o marcador.

127718477_4000135530000152_6731615131971433652_n.jpg

Os gols foram marcados pelo artilheiro Maxwell, um em cada tempo.

O Avaí-SC tentou ter mais posse de bola no segundo tempo, mas só chegou ao empate em um erro grosseiro do árbitro, o senhor Luiz Paulo Torezin. Aos 26, Getúlio puxou contra-ataque, correu demais, se desiquilibrou e caiu na aproximação de Anderson Conceição. O juizão, mal posicionado marcou a cal: Alemão cobrou e empatou.

Mas o Cuiabá era melhor e não desistiu. Aos 50, Felipe Marques tocou para Maxwell, que, de dentro da área, ajeitou para a direita e bateu firme, rasteiro, e saiu para a comemoração: 2 a 1 Doradão.

Comandado pelo técnico Allan Aal, o Dourado jogou com Matheus Nogueira; Lenon, Ednei, Anderson Conceição e Romário; Gabriel Pierini, Auremir (Jean Patrick) e Felipe Ferreira (Diego Jardel); Maxwell, Felipe Marques e Marcinho.