PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Quinta-feira, 29 de Julho de 2021, 22h:21

Olho 7032 acessos A | A

CONFRONTO

Bandido que mantinha vítimas em cárcere privado, troca tiros com os policiais da Força Tática, e acaba morto em Cáceres

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Reprodução

Clique para ampliar

Os policiais conseguiram adentrar o local e acabaram prendendo o segundo suspeito e libertando as vítimas.

Bandidos que mantinham vítimas em cárcere privado em uma distribuidora de alimentos no bairro Cidade Nova, em Cáceres, acabaram entrando em confronto com policiais do Raio da 23ª Companhia de Força Tática, e um dos bandidos acabou morto e outro preso na noite desta quinta-feira (29).

Os policiais foram acionados por volta das 18h dando conta que um roubo seguido de cárcere privado estaria andamento em uma distribuidora de alimentos localizada na avenida José Pinto de Arruda no bairro Jardim Cidade Nova, e que dois criminosos estariam dentro do local e armados.

Durante a aproximação um dos criminosos foi avistado com uma arma de fogo, sendo verbalizado para que o mesmo colocasse a arma ao solo, fato que não foi obedecido pelo suspeito, e ainda efetuou um disparo contra os policiais que de imediato revidaram e atingiram o criminoso.

Os policiais realizaram o acionamento do Corpo de Bombeiros, todavia o Ueliton Maria de Souza estava perdendo os sinais vitais, e em busca de socorrer o alvejado os policiais buscaram o socorro encaminhado até o Hospital Regional de Cáceres, Dr. Antônio Fontes, todavia ele acabou chegando morto a unidade hospitalar.

Os policiais conseguiram adentrar o local e acabaram prendendo o segundo suspeito e libertando as vítimas.

Em conversas com as vítimas, os policiais foram informados que os suspeitos teriam o rendido todos com uso de muita violência, inclusive entrando em luta corporal com uma das vítimas.

O criminoso preso foi encaminhado até a UPA 24h para primeiros socorros referente aos ferimentos da lesão corporal obtidos em luta corporal com uma das vítimas.


Leia mais sobre este assunto