PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Terça-feira, 02 de Julho de 2019, 12h:41

Olho 857 acessos A | A

FARSA

Caminhoneiro forja sequestro para furtar carga e é descoberto após ser filmado comprando comida para 'cativeiro' em MT

Por: G1-MT

Reprodução

Clique para ampliar

O motorista simulou que foi assaltado, sequestrado e mantido uma noite inteira em cárcere por bandidos, que roubaram a carga que transportava.

Um caminhoneiro foi indiciado pela Polícia Civil por furtar uma carga de óleo diesel de 45 mil litros que ele transportava e simular sequestro e roubo, registrando denúncia na polícia de Pedra Preta, a 243 km de Cuiabá. O suposto sequestro e roubo começou a ser investigado e a Polícia Civil descobriu que se tratava de um crime forjado, após câmeras de segurança de uma conveniência terem gravado o momento em que ele comprava salgadinhos e bebidas para consumir no suposto cativeiro.

O motorista simulou que foi assaltado, sequestrado e mantido uma noite inteira em cárcere por bandidos, que roubaram a carga que transportava. O suspeito está foragido.

A investigação iniciou após a Polícia Rodoviária Federal conduzir o motorista até a Polícia Civil, por supostamente ter sido vítima de roubo da carga, na quinta-feira (27).

Ele estava com um boletim de ocorrência que havia sido registrado em Pedra Preta. No BO consta que no dia anterior, ou seja, 26 de junho, transportava uma carga de óleo diesel, 45 mil litros, e chegou a um posto de combustível em Alto Garças, a 366 km de Cuiabá, por volta de 18h, e quando saía em direção a Rondonópolis o caminhão travou os freios.

O motorista disse que desceu para verificar o que estava acontecendo e foi rendido por um homem armado. Em seguida, segundo o motorista, chegaram mais dois homens em um veículo, e o levaram até as proximidades do município de Pedra Preta, onde foi mantido preso durante toda a noite, em uma região de mata. Disse ter sido vigiado por outro suposto integrante do grupo que já estava no local.

Com base nas informações dadas por ele, os policiais foram até o cativeiro, apontado pelo motorista, e ali foram encontrados recipientes de água, refrigerantes e salgados. O motorista afirmou que a água e os alimentos foram oferecidos, mas que teve coragem de ingerir apenas um pouco da água, por receio dos alimentos estarem envenenados.

Em seguida, os policiais seguiram para Pedra Preta e pesquisaram os estabelecimentos comerciais para descobrir onde o material encontrado no suposto cativeiro havia sido comprado, verificando as câmeras de segurança de estabelecimentos de Rondonópolis, Juscimeira e Jaciara.

Em Alta Garças, o motorista pediu para ir embora para casa, em Cuiabá, alegando que estava cansado e abalado psicologicamente. Então, a mulher dele o buscou.

Com as pesquisas em estabelecimentos da região, na madrugada do dia sexta-feira (28), a Polícia Civil identificou uma conveniência em que o material foi adquirido, por volta de 20h do dia do suposto roubo. Constatou-se pelas imagens que as águas e alimentos foram comprados pelo próprio motorista.

Verificada a fraude, a equipe seguiu para Cuiabá, onde foram realizadas diligências ao longo da sexta-feira (28), mas o motorista não foi identificado.

A investigação segue para identificar também as demais pessoas que aparecem com ele nas imagens, e também a carga, com seus possíveis receptadores.