PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Sábado, 11 de Janeiro de 2020, 20h:12

Olho 2172 acessos A | A

GUERRA CONTRA O TRÁFICO

Gefron apreende 46 kg de drogas e prende suspeito no Distrito do Pedro Neca, em Porto Esperidião

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Divulgação I GEFRON

Clique para ampliar

De acordo com Grupamento Especial de Fronteira – GEFRON, foram mais de 400 mil em prejuízos ao tráfico de drogas, R$ 66.000,00 (veículo apreendido) e R$ 352.000,00 (entorpecente).

Uma carga com 44 invólucros de pasta base de cocaína, com peso total de 46 quilos, foi encontrada dentro de residência abandonada no Distrito do Pedro Neca, em Porto Esperidião (MT), após dois suspeitos em uma caminhonete abandonarem duas mochilas contendo o entorpecente.

O motorista foi preso e informou que teria saído de Mirassol D’Oeste com sentido a Pontes e Lacerda, que teria resgato um homem com as duas mochilas e seguido com o mesmo até o Distrito do Pedro Neca.

De acordo com o Grupamento Especial de Fronteira – GEFRON, por volta das 08h uma equipe do grupamento em deslocamento pela BR 174 nas proximidades do posto Pedro Neca, visualizou uma Hilux de cor preta que realizou uma manobra brusca para o pátio do referido posto.

Os policiais realizaram o acompanhamento e avistaram um dos suspeitos descendo da camionete e deixando as duas mochilas na residência abandonada. Os policiais se aproximaram do local, foi então que o condutor arrancou e tentou fugir, sendo seguido e em metros após obedeceu à ordem de parada, já outro suspeito que havia retirado as mochilas de dentro do veículo empreendeu fuga pela casa abandonada, atravessando a pista da BR 174 tomando rumo ignorado.

As informações pessoais dos envolvidos não foram fornecidos a imprensa devido a lei de abuso de autoridade (nº 13.869/19), que entrou em vigor no dia 3 de janeiro de 2020. A lei impede que os membros da segurança divulguem nomes ou compartilhem de fotos e vídeos de presos, investigados, indiciados e conduzidos, mesmo que estejam de costas ou com o rosto desfocado. Um policial que praticar qualquer um desses atos pode ser punido com uma detenção de seis meses a quatro anos.

O condutor da camionete disse aos policiais que a droga seria entregue a uma terceira pessoa no Distrito do Pedro Neca.

De acordo com Grupamento Especial de Fronteira – GEFRON, foram mais de 400 mil em prejuízos ao tráfico de drogas, R$ 66.000,00 (veículo apreendido) e R$ 352.000,00 (entorpecente).

O condutor recebeu voz de prisão e foi conduzido até a Base GEFRON para confecção do BO e posteriormente entregue na Policia Federal de Cáceres.