PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Domingo, 28 de Julho de 2019, 21h:03

Olho 1603 acessos A | A

INVASÃO PARA GARIMPO

Gefron e PF encurralam grileiros na mata e prendem 7 em Porto Esperidião

Por: G1-MT

redacao@caceresnoticias.com.br

Divulgação I GEFRON

Clique para ampliar

Os detidos podem responder pelos crimes de grilagem, desmatamento, associação criminosa e tráfico de drogas.

Sete pessoas, entre elas uma mulher e duas jovens de 21 e 18 anos, foram presas por suspeita de grilagem de propriedade privada e desmatamento. O fato ocorreu no sábado (27), no município de Porto Esperidião, a 358 km de Cuiabá.

Os suspeitos foram encontrados por meio de ação conjunta entre Polícia Federal (PF) e Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), após uma denúncia anônima.

Conforme o boletim de ocorrência, a denúncia informava sobre um grupo de pessoas instaladas às margens do Rio Aguapeí, com a intenção de começar um garimpo.

Ao chegarem ao local, os policiais perceberam que havia um acampamento que caracterizava grilagem de terra, além de uma vasta área desmatada.

Divulgação I Gefron

678c6e59-50f6-4929-a619-f90bbaa04bfb.jpg

Quando avistaram as viaturas, os suspeitos teriam atirado. Os policiais revidaram e os grileiros fugiram para a mata. Entretanto, foram detidos em seguida.

Após serem presos, os suspeitos teriam revelado que integram um grupo de grileiros que tinha a intenção de tomar parte da propriedade.

A polícia também encontrou maconha em posse do suspeitos. Os detidos podem responder pelos crimes de grilagem, desmatamento, associação criminosa e tráfico de drogas.

De acordo com uma decisão judicial, os suspeitos devem ser submetidos ao pagamento de multa que varia entre R$ 5 mil e R$ 100 mil por pessoa que estava no acampamento. Eles também terão que reparar o dano ambiental causado no local.

GALERIA DE FOTOS


Leia mais sobre este assunto