PUBLICIDADE

X

POLÍCIA

Quarta-feira, 07 de Julho de 2021, 11h:19

Olho 4570 acessos A | A

ESTELIONATO AMOROSO

Suspeita de aplicar "golpe do amor" contra vítima de Cáceres é presa no interior do Rio Grande do Norte

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Reprodução

Clique para ampliar

Ela foi conduzida à delegacia e, em seguida, foi encaminhada ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Polícia Civil através da Delegacia da Mulher de Cáceres prendeu uma suspeita de praticar estelionato amoroso contra vítima que se envolveu afetivamente com a suspeita, por meio da internet. A suspeita da cidade de Mossoró (RN), após conquistar a vítima de Cáceres (MT), passou a inventar problemas de saúde, de modo que pedia dinheiro constantemente.

Quando a vítima começou a recusar a ajuda, a suspeita a ameaçou de morte bem como ameaçou seus familiares.

A delegada Judá Marcondes da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (DEDM) representou pela prisão preventiva da suspeita e solicitou apoio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Mossoró (DEAM) de Mossoró (RN), local onde a suspeita reside e de onde aplicou os golpes.

Equipe de investigação da DEDM de Cáceres composta pelas investigadoras Martinha Mariana e Renata da Silva se deslocaram ao estado do Rio Grande do Norte e com apoio da equipe investigativa da delegacia da mulher local, efetuaram a prisão preventiva da investigada.

Investigações realizadas pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres/MT, ao longo de seis meses, apontaram que a vítima, além da violência psicológica, teve um prejuízo financeiro de mais de 100 mil reais. Após a prisão, a investigada foi interrogada na DEAM/Mossoró.

Ela foi conduzida à delegacia e, em seguida, foi encaminhada ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população envie informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 197.

"Oriento aos cidadãos a não confiarem em relacionamentos estabelecidos pela internet, pois não se sabe quem está do outro lado e qual é a sua intenção. Neste caso que gerou a prisão, a suspeita se aproveitou do bom sentimento da vítima e deu -lhe prejuízo em torno de cem mil reais", afirmou a delegada Judá Marcondes.


Leia mais sobre este assunto