PUBLICIDADE

X

POLITICA

Terça-feira, 15 de Maio de 2018, 09h:33

Olho 4013 acessos A | A

MORADIAS

"Caixa deu sinal verde, e deverá construir novas casas em Cáceres", afirma vereador Claudio Henrique

Por: Assessoria

Reprodução

Clique para ampliar

“A nossa luta pelas casas é grande, porque além de dar dignidade ao ser humano, é muito mais que mudar de endereço, é mudar de vida”, disse o Vereador.  

Conseguir a casa própria é o sonho de todos os brasileiros, mas infelizmente não é algo tão simples de se realizar. O Minha Casa, Minha Vida é um programa do governo federal, gerenciado pela Caixa Econômica Federal, em parceria com estados, municípios, empresas e movimentos sociais, que beneficia famílias de baixa renda e ajuda concretizar esse sonho. Prestes a completar nove anos, já entregou mais de 1 milhão de moradias em todo o país. Entre as vantagens do programa estão os subsídios para faixas especiais, financiamento com parcelas decrescentes, juros reduzidos, entrada facilitada e financiamento em até 360 meses.  

Demonstrando profunda sensibilidade e conhecimento de causa, haja vista ter ocupado a pasta da Ação Social do município e ter participado diretamente da entrega do residencial Portal das Aguas e, Vereador Cláudio Henrique,  atualmente comandada pela Secretária Eliane Batista, vem fazendo gestões junto à  Superintendência da Caixa Econômica Federal em Cuiabá pela construção de mais residenciais no município,  teve o   sinal verde dado pela Instituição que gerencia o Minha Casa, Minha Vida, que  acenou  com a possibilidade de atendimento de parte  da demanda de Cáceres, na ordem  de  sete mil moradias. Nesse sentido, na última sessão ordinária da Câmara Municipal, Cláudio    apresentou Indicação ao Executivo Municipal, aprovada por unanimidade, solicitando que a Prefeitura por meio dos setores competentes, mediante   estudos e levantamentos realizados, que acenam para um caos no déficit habitacional do município, promova a construção de novas moradias.  

“A nossa luta pelas casas é grande, porque além de dar dignidade ao ser humano, é muito mais que mudar de endereço, é mudar de vida” ­_ disse o Vereador.  

As prefeituras que aderirem ao programa federal deverão disponibilizar os terrenos onde serão construídos os imóveis. Também é função do executivo municipal cadastrar e a selecionar as famílias que serão beneficiadas, levando em consideração os critérios estabelecidos pelo Minha Casa, Minha Vida.  

Esclarece ainda Henrique, que as casas do Minha Casa, Minha Vida, são liberadas a partir do momento em que o Governo Federal, provocado pelos municípios, identifica o déficit habitacional para pessoas de baixa renda. “Além do espírito empreendedor da Administração Francis / Eliene, conhecemos a sensibilidade pelas questões sociais dessa gestão, por isso estamos convictos que muito em breve poderemos amenizar o sofrimento de algumas centenas de famílias pela busca da tão sonhada casa própria” – finaliza.  

O governo federal calcula que é necessário construir mais de 7 milhões de domicílios para acabar com este déficit. O programa Minha Casa, Minha Vida distribuirá R$ 30 bilhões em investimentos que serão distribuídos conforme a renda e a região.  

A Prefeitura de Cáceres aderiu formalmente ao programa em julho de 2009.