PUBLICIDADE

X

POLITICA

Quarta-feira, 17 de Julho de 2019, 13h:48

Olho 321 acessos A | A

SANGUE É VIDA

Deputado destaca necessidade de interiorização do MT Hemocentro

Por: Rose Domingues Reis

redacao@caceresnoticias.com.br

Assessoria

Clique para ampliar

Conforme Dr. Gimenez, a proposta da Comissão de Saúde é contribuir com a construção de uma política de saúde pública, promovendo alternativas mais eficientes e humanizadas ao cidadão mato-grossense.

Após visita técnica na tarde desta terça-feira (16), os deputados integrantes da Comissão da Saúde da Assembleia Legislativa de Mato Grosso se comprometeram a auxiliar o MT Hemocentro a melhorar a estrutura de atendimento na capital e também a ampliar os serviços para o interior do estado.

Com base na região oeste, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) frisou que entre 14 municípios que estão na faixa da fronteira com a Bolívia, por exemplo, há apenas duas unidades de coleta de sangue: em Mirassol D’Oeste (espaço em reforma) e Cáceres (no hospital regional).

“É uma estrutura pequena se levarmos em conta o atendimento a mais de 200 mil habitantes, aliás, a fronteira oeste do estado carece de tudo quando se fala em saúde pública, por isso tenho especial interesse no diálogo com o secretário de saúde e o governo do estado”, frisa o parlamentar, que atuou como médico durante 40 anos, em São José dos Quatro Marcos.

Conforme Dr. Gimenez, a proposta da Comissão de Saúde é contribuir com a construção de uma política de saúde pública, promovendo alternativas mais eficientes e humanizadas ao cidadão mato-grossense. “Nós verificamos que o atendimento melhorou nos locais onde o estado voltou a administrar e queremos essa mesma atenção a todas as unidades”.

Divulgação

download (2).png

Campanha de médula Bruno e os pais

Ele elogiou o atendimento do MT Hemocentro por ser humanizado e de excelência. “Fiquei muito satisfeito com a visita, por isso vamos trabalhar junto ao governo uma forma de levar unidades dele para o interior do estado, facilitando o acesso do cidadão e ampliando a rede”.

Atualmente, o MT Hemocentro conta com apenas 16 unidades de coleta e 29 agências transfusionais para os 141 municípios. Para doação de medula óssea, o doar precisa vir à unidade central, na Rua 13 de Junho, em Cuiabá, o que dificulta acessar o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Para a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, toda a ajuda é bem-vinda, já que nos meses de férias, o banco de sangue costuma registrar redução de até 40% nas coletas. Em contrapartida, entre junho e agosto, há um aumento de 20% na procura, em razão de acidentes envolvendo festas juninas e exposições agropecuárias.

Sobre o Redome, ela diz que tem interesse em levar o serviço ao interior, porém precisa de 100% de garantia de uma boa internet nos municípios. “Queremos convidar os prefeitos e secretários de saúde para essa aproximação. Mato Grosso é um estado muito grande e difícil de haver uma cobertura, mas temos interesse em somar esforços para dar suporte às prefeituras”.

À frente de uma campanha de doação de medula óssea, o vereador Francisco Ferreira Leite e o médico Marcelo Del Forno, de São José dos Quatro Marcos e Mirassol D’Oeste (a 300 km de Cuiabá), respectivamente, também integraram a inspeção à unidade do Hemocentro e reforçaram o pedido à comissão da saúde para apoiar a região oeste. 

“Estamos fazendo essa campanha para um amigo e médico da nossa cidade que recentemente descobriu que precisará de um transplante. Fretamos um ônibus e conseguimos trazer mais de 30 pessoas até agora a Cuiabá. Mas se esse serviço estivesse disponível na nossa região mais gente já teria doado e as chances dele seriam maiores de encontrar um doador”, frisa o vereador.

Também participaram os deputados Paulo Araújo (PP), que é presidente da comissão, e Dr. João (MDB), que é médico. Nos últimos dois meses, os parlamentares visitaram diversas unidades da rede estadual de saúde em Cuiabá, Cáceres, Barra do Bugres, Água Boa, Rondonópolis e Várzea Grande. Ao final, um relatório será preparado mapeando as reais condições da rede estadual de saúde de Mato Grosso.

Ronaldo Mazz/ALMT

download (1).png

 

 

Campanha

 

 

A campanha Laços de Sangue foi lançada há cerca de 10 dias para salvar a vida do médico Bruno Alves Araújo, 28 anos, que está com leucemia. A campanha já ultrapassou mais de 100 voluntários. Um grupo veio de Mirassol D’Oeste e Marcos no dia 4 de julho para fazer o cadastro para doação de medula.

 

Bruno foi diagnosticado com leucemia em janeiro de 2018. Fez o transplante tendo o irmão como doador, na época, no entanto a doença voltou em junho deste ano e ele está em quimioterapia em São José do Rio Preto (SP) a espera de um novo doador compatível. A probabilidade de compatibilidade é de uma em 100 mil, o quer reforça a necessidade de maior adesão de voluntários doadores.

 

Os agendamentos na região podem ser feitos na clínica do médico Marcelo: (65) 3241-4462/99994-4990, em Mirassol D’Oeste (deixar nome e telefone). Ele explica que é sem custo para quem se dispor a integrar o grupo, pois fornecerá durante a viagem ao MT Hemocentro de Cuiabá alimentação e transporte. Veja o vídeo da campanha: https://bit.ly/2LYAKd2

 

 

MT Hemocentro

 

 

Para mais informações ou agendamento de campanha para a coleta de doação, a diretoria orienta entrar em contato por meio do número: (65) 3623-0044. Esse tipo de coleta por enquanto só pode ser feita na unidade central.