PUBLICIDADE

X

POLITICA

Quinta-feira, 05 de Setembro de 2019, 17h:24

Olho 654 acessos A | A

PALESTRA MAGNA

ExpoCáceres contará com ato pela Regularização Fundiária e presença de representante do Ministério da Agricultura e Pecuária

Por: Assessoria

joner.campos@caceresnoticias.com.br

Reprodução

Clique para ampliar

A palestra sera feita pelo secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia

A Exposição Agropecuária de Cáceres, a ExpoCáceres 2019, começa no dia 17 de Setembro e desta vez com um ato político. O Sindicato Rural de Cáceres em conjunto com outros da região decidiu fazer um pedido referente à regularização fundiária nesta porção do estado, documentos serão entregues a um representante do Ministério da Agricultura e Pecuária na abertura do evento.

De acordo com o presidente da entidade, Jeremias Pereira Leite, o pedido será feito ao secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia. “A regularização fundiária é ainda um grande problema da nossa região sudoeste do estado, existem assentamentos na nossa cidade que há dez anos esperam pela titulação de suas áreas. Nós não podemos mais admitir que o governo federal mantenha esses documentos parados no INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) inviabilizando a vida produtor rural”, afirma Jeremias.

A titulação das áreas é necessária para que o produtor rural tenha acesso, por exemplo, a financiamentos por instituições bancárias. A intenção do Sindicato Rural de Cáceres era que a ministra Tereza Cristina estivesse presente durante a abertura da ExpoCáceres 2019, mas houve um problema de agenda, segundo informou a entidade. O secretário Nabhan Garcia já defendeu no início da gestão Bolsonaro a revisão do assentamento de pelo menos 350 mil famílias por todo o país.

A ExpoCáceres acontece de 17 a 20 de Setembro no Parque de Exposições da cidade, com palestras, exposições, leilões e shows nacionais. A expectativa do presidente do Sindicato Rural de Cáceres é positiva. “Nós vivemos um momento complicado na economia, mas o produtor rural sempre espera a melhora. Acreditamos que o governo federal dará mais atenção a nossa região, especialmente com a expansão do sistema lavoura-pecuária, que é destaque por aqui. Assim poderemos alavancar nossos negócios definitivamente”, diz Jeremias.