PUBLICIDADE

X

POLITICA

Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2018, 14h:10

Olho 1029 acessos A | A

ESCALONAMENTO DO SALÁRIO

Governo só pagará 45% da folha de servidores ativos nesta quarta

Taques retornou de férias e decidiu escalonar salários de servidores públicos por crise no caixa

Por: DOUGLAS TRIELLI

Reprodução

Clique para ampliar

Taques retornou de férias e decidiu escalonar salários de servidores públicos por crise no caixa

O Governo do Estado decidiu escalonar o salário dos servidores relativo à folha de dezembro, que deveria ser pago em sua totalidade até esta quarta-feira (10).

A decisão foi tomada pelo governador Pedro Taques (PSDB), que voltou de férias nesta quarta, em razão de o Executivo ainda não possuir em caixa o valor total da folha, de R$ 519,659 milhões.

Segundo a Secretaria de Fazenda (Sefaz), serão pagos hoje R$ 165,818 milhões, o que corresponde a 45% da folha dos servidores ativos, que neste mês totaliza R$ 361 milhões.

Na terça-feira (09), o Executivo já havia quitado todo o salário dos aposentados e pensionistas, totalizando R$ 158,659 milhões. Somando os pagamentos, o Governo quita 65,75% da folha de ativos e inativos.

A Pasta afirmou que os salários estarão disponíveis nas contas a partir das 20h.

Entretanto, não informou quando será pago o restante. Também não informou qual faixa salarial recebe nesta quarta, ao contrário do que fez em meses anteriores quando precisou escalonar a folha.

“A Sefaz já encaminhou ao banco os documentos necessários para efetivar o pagamento e a instituição financeira está processando ao longo do dia a folha salarial dos servidores. O Executivo continua envidando esforços para liquidar toda a folha nos próximos dias”, disse o governador por meio de nota.

 

Histórico

 

Em 2017, o Executivo já havia escalonado outras duas vezes o salário dos servidores.

Em 10 de outubro, o Estado pagou 78% dos servidores e o restante, no dia seguinte. 

Já em novembro, 88% do funcionalismo receberam no dia 10. Quatro dias depois, foram pagos mais 8,7% dos servidores. O restante da folha foi quitado no dia 21.

Em dezembro, por conta do aporte de valores no caixa do Estado, não houve escalonamento dos salários, que foram pagos em sua integralidade até o dia 11 daquele mês.