PUBLICIDADE

X

POLITICA

Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2018, 08h:55

Olho 3967 acessos A | A

CONVITE

Partido de Bolsonaro quer lançar prefeito Francis Maris ao Governo ou ao Senado

Jair Bolsonaro virá em Cuiabá, ele deverá se reunir pessoalmente com Francis para explicar detalhes do projeto.

Por: Joner Campos

Reprodução

Clique para ampliar

Da esquerda para a direita; Major do Exército Cícero (pré candidato à Deputado Estadual), Policial Federal Ranalli (pré candidato à Deputado Federal), Prefeito de Cáceres Francis Maris Cruz, Presidente do PSL Wilson Kero Kero (Vereador por Cuiabá), Brito de Mirassol D'Oeste, e o Zé Mello (Vereador por Quatro Marcos).

O presidente PSL em Mato Grosso, vereador por Cuiabá Wilson Kero Kero (PSL), se reuniu na última sexta-feira (9) com o prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz (PSDB), para conversar sobre o interesse do Partido Social Liberal em lançar a liderança cacerense ao Senado ou ao Governo do Estado para dar base de sustentação a uma candidatura a presidente de Jair Bolsonaro (PSL) em Mato Grosso. 

Após o carnaval, quando Jair Bolsonaro estiver em Cuiabá, ele deverá se reunir pessoalmente com Francis para explicar detalhes do projeto. A preferência é que o prefeito de Cáceres seja candidato a senador, mas também apoiará o tucano caso dele demonstre interesse em uma candidatura ao Governo do Estado.

Além de Wilson Kero Kero, também estavam presentes o major do Exército e pré-candidato a deputado estadual Cícero, policial federal e pré-candidato a deputado federal Ranalli, Brito de Mirassol D’Oeste e o vereador de São José dos Quatro Marcos Zé Mello. O encontro foi marcado através do vereador cacerense Cláudio Henrique (PSDB), pré-candidato a deputado estadual.

De acordo com pessoas próximas ao prefeito de Cáceres, ele está desapontado com a executiva do PSDB por ter sido deixado de fora das negociações para uma chapa majoritária. Ele demonstra interesse em participar do pleito como candidato a senador, mesmo desejo do deputado federal Nilson Leitão (PSDB), que detém grande influência dentro do partido.

O descontentamento teria aumentado após a “feijoada do governador Pedro Taques”. Após o almoço, realizado no final de semana passado, que contou com a presença de Leitão, do vice-governador Carlos Fávaro (PSD) e do cacique do DEM Jayme Campos (DEM), teria ficado praticamente fechada a chapa que concorrerá como situação, sem espaço a Francis.

A seu favor no pleito eleitoral, Francis possui grande capital político na região Sudoeste e Oeste de Mato Grosso. Foi reeleito prefeito de Cáceres sem problema e grande empresário, com capacidade de bancar a própria campanha eleitoral e aglutinar ao seu redor outras lideranças.

 


Leia mais sobre este assunto