PUBLICIDADE

X

POLITICA

Terça-feira, 17 de Novembro de 2020, 09h:38

Olho 691 acessos A | A

CÂMARA MUNICIPAL

Pastorello cobra as ciclofaixas e vai plantar uma árvore por cada voto recebido

Por: Assessoria

Reprodução

Clique para ampliar

Na propositura, o vereador indica a Linha 17, que vai da Avenida 7 de Setembro até a Avenida José Pinto de Arruda, como piloto.

Mesmo durante a campanha, o vereador Cézare Pastorello manteve o trabalho propositivo na Câmara Municipal. Na sessão de ontem, 16, foram lidos duas proposituras do vereador, protocoladas na semana passada.
Uma delas diz respeito à necessidade de audiência pública para definir a implantação das vias cicláveis (ciclovias ou ciclofaixas) previstas no Plano de Mobilidade Urbana de Cáceres, aprovado nesta legislatura.
“Temos 48 vias cicláveis projetadas no PMUC. Elas foram traçadas após pesquisa “origem-destino” em todos os bairros e têm a finalidade de garantir segurança para quem vai trabalhar ou estudar de bicicleta, além de desafogar o trânsito. Mas, isso não pode ficar apenas no papel. E como foi durante esta gestão que tudo foi elaborado, temos que implantar, ao menos um piloto, para que fique de modelo para a próxima gestão”, esclarece o vereador Pastorello.
Na propositura, o vereador indica a Linha 17, que vai da Avenida 7 de Setembro até a Avenida José Pinto de Arruda, como piloto.
“Entradas de estacionamento, falta de calçada, fluxo de veículos nos cruzamentos... tudo isso impacta ou é impactado pela instalação de uma ciclofaixa. E o principal, FISCALIZAÇÃO e manutenção, para não ficar como a ciclofaixa da Avenida Tancredo Neves. Esperamos que a administração tenha esse zelo de deixar a gestão com isso encaminhado” destaca o vereador.
Ainda ontem, o vereador também anunciou que irá plantar uma árvore nativa para cada um dos votos que ele recebeu na eleição. “Não fiz promessa disso, porque não acho que isso deva influenciar o voto do cidadão. Fiz um compromisso comigo mesmo, de retribuir os votos com muito trabalho, e de reconhecer a votação com essa arborização. Além das 684 árvores para plantar na zona urbana, também queremos produzir muitas mudas para ajudar no reflorestamento do nosso Pantanal, castigado com as queimadas.” Finaliza Pastorello.