PUBLICIDADE

X

POLITICA

Sábado, 26 de Maio de 2018, 21h:31

Olho 998 acessos A | A

ENTREVISTA ESPECIAL

“Pedro Taques não fez e nem fará o que prometeu”

Por: Joner Campos

Reprodução

Clique para ampliar

Estamos preparados para apresentar e debater as soluções para a crise de gestão que esse governo gerou em diferentes áreas, por falta de planejamento e dedicação às necessidades da população.      

O senador Wellington Fagundes (PR) pré-candidato ao governador fala sobre sua candidatura e sobre os possíveis adversários, entre eles o governo Pedro Taques.

Deputado Federal eleito em 1990, de onde só saiu para concorrer a mandato de senador em 2014, sendo eleito com uma marca de 646.344 votos.

Confira os principais trechos da entrevista:

Cáceres Notícias - Como pensa em projetos para uma região tão esquecida pelos últimos governadores como região sudoeste de MT, conhecida com a Grande Cáceres?

A região é estratégica para o desenvolvimento de Mato Grosso e tem grande potencial de crescimento, mas para alcançar esse crescimento é preciso fazer investimentos, principalmente em infraestrutura, como é o caso de algumas rodovias. Cito aqui a MT-339, que liga Cáceres a Tangará da Serra, a MT-338, que liga Campos de Júlio a Nova Lacerda, passando por Conquista do Oeste, e a MT-343, que passa por Porto Estrela, chegando a Barra do Bugres. Já em termos de rodovias federais, temos a BR-174, que vai até Santo Antônio das Lendas e que já está recebendo recursos do governo federal. Atuei nesse sentido junto com o deputado federal Ezequiel Fonseca fazendo entender o quanto essa rodovia é fundamental para viabilizar a implantação de novos terminais de carga e atender a hidrovia Paraguai/Paraná – outra obra estratégica não só para a região, mas para todo Mato Grosso. Como presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem, atuei junto ao Ministério dos Transportes e hoje a hidrovia já conta com balizamento permitindo boas condições de navegabilidade a partir de Santo Antônio das Lendas. Também é preciso fazer investimentos para ampliação do aeroporto, ganhando capacidade para receber aviões de grande porte. E o que dizer das obras da Zona de Processamento da Exportação – um sonho de décadas que continua sem virar realidade. Também não podemos deixar de investir na saúde, que passa por uma crise sem precedentes. A população merece qualidade no atendimento em todos os setores. E na segurança, vamos avançar para equipar as forças de segurança que atuam na região. Sou um senador municipalista e vou discutir todas essas propostas com as lideranças locais e a comunidade.      

Cáceres Notícias - Senador como acomodar tantos partidos no seu projeto ao governador, sabemos que muitos sonham com as vagas de senador, exemplos dos 4 partidos que já se declararam favoráveis a seu projeto, como PSD, MDB, PP e PCdoB, há espaços para acomodar todos? E de onde será o seu vice, do agronegócio ou baixada cuiabana?  

Os partidos estão unidos em torno de um olhar para o futuro, de uma atitude firme pelo desenvolvimento de Mato Grosso. Os nomes dos candidatos a vice e demais cargos majoritários e proporcionais serão oportunamente definidos em diálogo construtivo no colegiado dos partidos da nossa aliança, pensando sempre no melhor para o nosso Estado. Nosso propósito é somar propostas e não o de levar em consideração interesses singulares. Temos alguns nomes que se apresentam como pré-candidatos ao Senado, como é o caso do ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), da ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia Neder (PC do B) e da empresária Margareth Buzeti (PTB). Cada um está construindo a sua candidatura e afunilaremos a escolha conforme critérios a serem definidos pelos partidos que compõem a aliança. E ainda estamos abertos a conversações com outros partidos, que também poderão apresentar nomes.      

554ff936-7f6d-4e73-99a7-519fe570a117.jpg

Estamos prontos e preparados para a disputa, independentemente de outros nomes que se apresentarem.

Cáceres Notícias - O senhor acredita que as eleições possam ser resolvidas em primeiro turno ou em segundo turno? Por que?  

As eleições serão resolvidas de acordo com a vontade da população. Estamos preparados para apresentar e debater as soluções para a crise de gestão que esse governo gerou em diferentes áreas, por falta de planejamento e dedicação às necessidades da população.      

Cáceres Notícias - O senhor acredita que o governador Pedro Taques corre risco de não viabilizar candidatura à reeleição?  

Nós cuidamos da nossa aliança, que segue agregando novos partidos, e das propostas para resolver os problemas que afetam diretamente a vida dos cidadãos. Muitos ex-aliados do governador estão agora percebendo o que nós já sabíamos desde 2014: Pedro Taques não fez e nem fará o que prometeu.      

Cáceres Notícias - Com uma eventual candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, tal candidatura enfraqueceria o seu projeto ao governo?  

Nossa aliança está bem consolidada. Estamos trabalhando firme para consolidar uma aliança forte, que represente avanços para a sociedade e capaz de apresentar um plano de governo que conquiste a confiança da população. Estamos prontos e preparados para a disputa, independentemente de outros nomes que se apresentarem.      

Cáceres Notícias - Como fará um discurso de oposição tendo como um dos aliados o ex-vice-governador Carlos Fávaro no bloco dos aliados de seu grupo?  

Sou senador desde 2014. A população de todo Mato Grosso conhece a minha história, de muito trabalho e luta pelo desenvolvimento do Estado, de defesa dos municípios e coerência na atuação política. E seguimos conversando com todos aqueles que quiserem se unir, de forma séria, a esse projeto. Queremos avançar na direção da geração de oportunidades e de renda para a população. Tenho dito que ganhar as eleições é um desafio. Governar é um desafio maior ainda. Por isso, é preciso agregar, somar as diferentes forças políticas, econômicas e sociais tendo sempre o foco nos anseios da população.      

Cáceres Notícias - Necessariamente uma campanha eleitoral precisa de doadores, existem doadores para bancar uma campanha contra o governador Pedro Taques?   Vamos seguir o que diz a legislação eleitoral e tenho certeza que vamos arrecadar o necessário.