PUBLICIDADE

X

POLITICA

Terça-feira, 12 de Março de 2019, 10h:04

Olho 1144 acessos A | A

REVIRAVOLTA

Vereadores rejeitam pedido de afastamento do vereador Cézare Pastorello

Por: Joner Campos I Cáceres Notícias

Joner Campos

Clique para ampliar

O vereador Pastorello disse que o documento que foi divulgado pela imprensa era de sua própria autoria, e que penalizar o vereador que divulga suas ações seria contra o princípio da transparência.

Na sessão dessa segunda-feira foram discutidas a representação do vereador Cézare Pastorello (SD) e Valdeníria Dutra (PSDB) e o requerimento do vereador Cláudio Henrique (PSDB), todos com envolvendo os atos do vereador Dênis Maciel (Avante).

Surpreendentemente, após a aprovação do requerimento que instaurará procedimento contra o vereador Dênis, o vereador Rubens Macedo (PTB), presidente da Câmara, propôs um procedimento para afastamento e aplicação de penalidade ao vereador Cézare Pastorello (SD).

No seu requerimento, o presidente alega que o vereador teria divulgado documento interno e de acesso restrito da Câmara, incorrendo em caso de improbidade e quebra de decoro.

LEIA MAIS

Por unanimidade, vereadores aprovam iniciar procedimento em relação ao vereador Dênis Maciel

Vereadores pedem a cassação do vereador Dênis Maciel 

Na sua defesa, o vereador Pastorello disse que o documento que foi divulgado pela imprensa era de sua própria autoria, e que penalizar o vereador que divulga suas ações seria contra o princípio da transparência.

Vários vereadores se manifestaram nesse sentido, que seria incabível que um vereador não pudesse dar publicidade aos documentos que ele mesmo produz.

O vereador José Eduardo Torres (PSC) foi efusivo ao dizer que se um vereador não puder mais usar as redes sociais para se comunicar com seus eleitores, então tem que deixar o mandato.

A vereador Valdeníria também foi incisiva na defesa de Pastorello, dizendo que o presidente tinha que deixar de pessoalizar a questão e parabenizar o vereador Pastorello pelo trabalho que vêm fazendo.

Por fim, o requerimento do presidente para afastamento do vereador foi rejeitado pela maioria, votando a favor apenas os vereadores Dênis Maciel e Wagner Barone (Podemos).